Luisa Marilac, Jair Bolsonaro e Agnaldo Timóteo: Luciana Gimenez volta ao Superpop com tudo que tem direito

Luisa Marilac

Luisa Marilac

Luisa Marilac, Jair Bolsonaro e Agnaldo Timóteo baterão boca na televisão ontem [19.05.2011] no programa de Luciana Gimenez:

Homofobia e Parada Gay foram alguns dos temas debatidos no programa que ainda teve a ex-BBB Angélica Morango e Felipe Campos, ambos homossexuais. “Foge do convencional ver um casal de gays se beijando. É um agressão”, disse Agnaldo, ao criticar demonstrações de afeto em público. Luisa rebateu. ‘Sou católica. Só ascendo vela para o meu anjo da guarda. Já passei por muita coisa nessa vida e sei como devo fazer. Ninguém tem que ensinar nada’.

Os convidados questionaram também o kit de combate à homofobia, que será distribuído nas escolas. No fim, o programa mostrou um beijo gay ao vivo protagonizado por duas universitárias.

Leia mais clicando aqui.

No mesmo dia, a personagem Natalie Lamour, da novela “Insensato Coração”, foi um dos assuntos mais comentados do Twitter porque imitou a travesti Luísa Marilac famosa na internet por um vídeo postado no YouTube em que mostra a piscina de sua casa na Espanha.

~ por Tommy Beresford em maio 20, 2011.

Uma resposta to “Luisa Marilac, Jair Bolsonaro e Agnaldo Timóteo: Luciana Gimenez volta ao Superpop com tudo que tem direito”

  1. Sou gay, sou assumida, sou casada, mas infelizmente muitos entre nós ainda denigrem a imagem de todo o segmento, talvez esse seja um dos motivos que vem atrasando a evolução da sociedade rumo a igualdade para todos. Perdi parte preciosa no meu sono ontem para assistir o tal programa da Luciana, o que esse tipo de programa quer é ibope, tenho certeza que muita gente séria a favor ou contra a PL 122 assistiu esse programa pra ver um debate sadio, e infelizmente foi a unica coisa que ninguém viu.
    É triste pensar que estamos a daqueles que são chamados pela mídia de nossos representantes.

    *Beijo em público é deselegante em qualquer situação homo ou hetero.
    *Homossexualismo na infância, quem tem que ser orientado são os pais e eles devem orientar seus filhos com discernimento e amor.
    *Falar palavrão é questão de educação, não de opção sexual.

    Infeliz de quem teve a idéia de promover aquele debate, pois até eu depois de ontem estou achando que o Bolsonaro tem razão.

    Por favor colegas, quem quer respeito se dá ao respeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: