Artistas e o tráfico no Rio: DJ Mr. Cabral preso

De acordo com o site do jornal O Dia, alguns artistas de TV participariam das festas de drogas no Lins de Vasconcelos, Rio de Janeiro, na mansão do DJ Mr. Cabral, que foi preso no domingo, 15.08.2010. Atores, comediantes e modelos seriam figuras carimbadas nos eventos regados com entorpecentes sintéticos e música eletrônica. Leia em reportagem de Leslie Leitão:

O luxuoso casarão de três andares no Lins de Vasconcelos, na Zona Norte do Rio, onde vivia o empresário e DJ José Cabral dos Santos Filho, o Mr. Cabral, não atraía apenas grã-finos da Zona Sul e da Barra da Tijuca. Investigações da 28ª DP (Campinho) e depoimentos obtidos pelos agentes revelam que artistas de TV também eram figuras assíduas nesses eventos restritos promovidos pelo acusado de tráfico, preso domingo justamente quando estava no comando das picapes (mesa de som).

Casa do DJ (Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia)

Casa do DJ (Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia)

Na casa do DJ: decoração luxuosa e narguilés (instrumentos para fumo coletivo) | Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia

Além de atores, comediantes, modelos e promotores de eventos, patricinhas e mauricinhos viviam por lá. No momento em que a Polícia Civil invadiu a casa, às 15h45 de domingo, havia nove pessoas, a maioria da Zona Sul, pulando e dançando sem parar. Um engenheiro de Laranjeiras, uma estudante da Lagoa, um relações públicas de Copacabana, um administrador de empresas do Jardim Botânico e uma estudante da Tijuca, estavam entre elas.

“Ele (Cabral) era o financiador desse tráfico, e os outros faziam os contatos para vender. Quem frequentava essa casa estava ali para consumir drogas. E, nesse meio, praticamente todo mundo é de classe média ou classe média-alta”, disse a delegada Adriana Belém.

Atrativos não faltavam. No terraço com piscina, bar, banheiro, cabine para o DJ e espaçosa pista para dançar, com estroboscópico e jogo de luzes, a privacidade era total. No estoque, dezenas de latas de cerveja, energéticos, vodcas e uísques importadas e, claro, muita água, bebida preferida dos turbinados pelas ‘balas’ de ecstasy. As festas eram tão concorridas que Cabral distribuía pulseiras aos convidados, evitando a presença de penetras.

Leia mais clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em agosto 17, 2010.

Uma resposta to “Artistas e o tráfico no Rio: DJ Mr. Cabral preso”

  1. Sr. fotógrafo anderson Fernandes

    Suas fotos são belíssimas! O vídeo da prisão do dj Mr. Cabral foi feito, também, por você? Parabéns!!! é tudo muito lindo .

    Abraço

    Nilza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: