A Fazenda: Max, o cão artista

Max, de A Fazenda

Max, de A Fazenda

Muitos espectadores (os que gostam de animais, pelo menos) ficaram preocupados com que fim levaria Max, o cachorro de A Fazenda. O cão entrou no meio da história e foi vendo os participantes sairem um a um… Onde estará Max ? Leticia de Castro, da Revista da Folha fala um pouco da carreira (ou seria “cãorreira”) de Max — que tem dono, claro, e não ganhou cachê nem carro 0km — fora de A Fazenda:

Max nem completou dois anos, mas tem assessor de imprensa, contracenou com o modelo Paulo Zulu em um comercial, faz trabalhos sociais e passou os últimos dois meses em frente às câmeras.

Escolhido para participar do “reality show” “A Fazenda”, o golden retriever devorou chinelos dos companheiros de confinamento e almofadas do cenário. Virou ainda o queridinho do vencedor, Dado Dolabella.

A carreira do cão-celebridade começou cedo. Com poucos meses, ele passou a acompanhar seu dono, Douglas Mann, no trabalho, o programa de TV “Pop Station”, exibido pela TV Bandeirantes de Campinas. Logo virou mascote da atração. “Ele adora um holofote”, brinca Douglas.

Daí vieram os convites para virar “cachorro-propaganda” de uma marca de ração e, depois, para participar do programa da Record, que terminou na semana passada. Desde então, a agenda de Max está apertada. Na última semana, ele participou de três programas de televisão e ainda gravou outro comercial.

Para encarar os dois meses de confinamento na fazenda, o bicho recebeu um treinamento especial. “Ele foi preparado para interagir com estranhos e para evitar certos comportamentos, como pular na piscina e destruir a horta”, diz o adestrador Alessandro Benite. Os participantes também receberam um livro com orientações de como lidar com o animal.

Na opinião de Alessandro, a experiência fez bem ao cão. “Ele saiu mais equilibrado e calmo porque teve muita gente lhe dando atenção nesse período.”

Um dos que mais paparicaram Max foi Dado Dolabella, que ensinou o bicho a rolar no chão e virou praticamente seu dono. Mas, enquanto Dado embolsou R$ 1 milhão, Max saiu de “patas abanando”.

“Não ganhou um centavo pela participação no programa. O trabalho foi feito na base da camaradagem”, garante Douglas. O cachorro entrou para fazer merchandising da marca de rações para a qual trabalha. “Empresto o Max para ações de marketing, e a marca patrocina o meu programa de TV”, explica o dono.

Leia mais clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em agosto 31, 2009.

Uma resposta to “A Fazenda: Max, o cão artista”

  1. max vc é lindo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 48 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: